Bate-papo IDOT – Luciano Sabatin Bacani

 

1). Fale um pouco da sua formação como Fisioterapeuta e como Osteopata, conte como funciona o seu trabalho.

Formado em Fisioterapia pela Fundação de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul – FUNEC em 2001, Pós graduado em Docência do Ensino Superior pela UNIREAL de Brasília, cursos de aprimoramento em Eletroterapia (Dr. Jones Agne), Equoterapia (ANDE Brasil), Posturologia (Bernard Bricot), Liberação Miofascial (IDOT), Bandagens Elásticas Funcionais (IDOT), Pós graduando em Terapia Manual e Técnicas Osteopáticas (UENP) e aluno do IDOT – São José do Rio Preto desde 2013, tendo concluído os níveis de Osteopatia Estrutural, Postural, Visceral e cursando Osteopatia Craniana.
De 2001 à 2005 fisioterapeuta em Barreiras-BA atendendo fisioterapia ortopédica e neurológica em minha clínica e no Centro de Equoterapia Oeste (CEO). Dê 2005 à 2012 professor dos cursos de Fisioterapia e Educação Física da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) e curso de Biologia na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), também fisioterapeuta da prefeitura de São Desidério-BA.
Em 2013 quando iniciei meus atendimentos com a osteopatia, durante a formação, eu atendia 1 ou 2 pacientes por dia, as vezes nenhum. Misturava os poucos conhecimentos de osteopatia estrutural com eletroterapia entre outros recursos, mas já obtinha bons resultados. Após o término do Nível I (estrutural) já atendia apenas com minhas mãos e meus conhecimentos.
Hoje atendo em dedicação exclusiva como Fisioterapeuta/Osteopata no Consultório de Osteopatia Dr. Luciano Sabatin Bacani que fica localizado na Clínica Espaço Integrado no município de Votuporanga-SP.

2). Como foram os primeiros anos e como está atualmente sua vida profissional? Sabemos que todo início é complicado e compartilhar isso pode ajudar quem está lendo a criar coragem para dar esse grande passo.

No meu último ano de formação em fisioterapia iniciei a “Escola de Osteopatia Docusse” em Santa Fé do Sul, mas quando me formei fui trabalhar na cidade de Barreiras-BA, então precisei abandonar o curso de Osteopatia devido a distancia (1.500Km). Morei 11 anos na Bahia, trabalhava muito! Era uma jornada tripla, de manhã atendia em uma cidade vizinha, à tarde e a noite dava aulas na faculdade, e entre um trabalho e outro atendia em domicílio, mas meu grande sonho era conseguir voltar para o estado de São Paulo e reiniciar os estudos em Osteopatia.
Em 2012 eu e minha esposa Adna (também fisioterapeuta) decidimos voltar para Votuporanga e recomeçar. Em 2013 iniciei a formação em Osteopatia Estrutural pelo IDOT São José do Rio Preto. Após ver os módulos de coluna, montei um consultório dentro de casa, e com o aumento da procura, quando terminei o Nível de Estrutural aluguei meu primeiro consultório em uma clínica de Votuporanga. Nessa época trabalhava 8h por dia para a Secretaria Municipal de Educação e atendia no consultório somente do final da tarde até a noite.
Quando vi que em uma semana, trabalhando 4h por dia no consultório eu ganhei o equivalente ao salário do mês todo da prefeitura, eu decidi pedir demissão do cargo na prefeitura e atender com a Osteopatia o dia todo.
Hoje estou completamente realizado com que faço, meus pacientes reconhecem a Osteopatia como uma terapia eficiente e me trazem novos pacientes todos os dias.

3). Deixe um recado para os leitores, fisioterapeutas e alunos de fisioterapia, que dica você pode dar para eles.

Caros amigos não tenham medo de seguir seus sonhos, mentalize todos os dias oque você quer para sua vida, para sua carreira, a fisioterapia é uma profissão linda, mas fica limitada quando conhecemos a filosofia osteopática e todos os seus campos de atuação. Hoje como Osteopata em formação, consigo ajudar meus pacientes não só em suas dores e limitações musculoesqueléticas, mas em muitas outras alterações por todos os órgãos e sistemas.

Se diferencie dos demais, faça Osteopatia, faça IDOT.”

LUCIANO SABATIN BACANI
FISIOTERAPEUTA
CREFITO 3/ 52.154-F